Como desenvolver hábitos alimentares saudáveis?

Olá pessoal! Hoje vamos falar sobre o desenvolvimento de paladar e hábitos alimentares. Estudos atuais que falam de programação metabólica, sinalizam que a pré-disposição a preferência por determinados sabores pode iniciar muito antes do que imaginamos… ainda dentro da barriga da mãe biológica, pois o ambiente uterino em função da dieta da gestante, pode afetar a expressão de certos genes na criança, predispondo a diferentes perfis nutricionais. Durante o aleitamento materno é outro momento onde a criança começa a experimentar sabores diferentes. Pois o leite materno pode se modificar, mesmo que discretamente, em sabor e odor, de acordo com a alimentação da lactante. Mais tarde, por volta dos 6 meses, iniciamos a introdução de alimentos para o bebê, que até aí estava com aleitamento exclusivo e, é a partir dessa fase até por volta dos 5 anos de idade, que acontecerão as memórias mais importantes de sabores que ficarão gravadas no cérebro da criança para o resto da vida. Gente é isso mesmo, por toda a vida!! Por isso é tão importante selecionarmos desde cedo os alimentos para nossas crianças e em contra partida, também é o momento em que devemos mais estimula los a conhecer diversos sabores, para construção de um paladar diversificado.
Na minha prática, vejo muitas crianças que comiam de tudo, digo frutas, verduras, carnes, cereais, leguminosas etc… e que por volta dos 3 aos 5 anos, começam a rejeitar determinados grupos de alimentos (sendo o grupo das verduras o campeão de rejeição), ou até desenvolvendo seletividade alimentar. E é sabido que essas rejeições podem acontecer por vários motivos, que passam pelas questões comportamentais onde as crianças nessa fase querem “testar” os familiares, por repetição de comportamento de colegas da escola ou familiares e por aí vai… o importante é lidarmos com essas questões de forma tranquila, sempre que possível orientado por um nutricionista, lembrando que a criança está no seu papel de criança e que nós adultos é que temos que conduzi la pelo caminho que será melhor para ela. Sendo que as escolhas alimentares, nessa fase, ainda são uma atribuição dos adultos.
Sei que muitos devem estar se perguntando: mas como fazer isso?? Bem, a primeira coisa que preciso dizer é que: – As famílias que querem que suas crianças desenvolvam hábitos alimentares saudáveis, precisam primeiro, ter hábitos alimentares saudáveis. Porque se fizermos um resgate dentro desse meu texto, iniciei falando sobre a programação metabólica, depois passei pela amamentação até a introdução de alimentos e toda a alimentação dessa mãe e dessa família que circunda a criança, vai influenciar muitos no desenvolvimento de hábitos alimentares da mesma. A começar pela pré-disposição e preferência por sabores conhecidos, até o que ela terá de oferta ou opções de alimentos.
Outro fator importante no desenvolvimento de paladar, diz respeito a experimentação, repetição e reconhecimento. Ou seja, quando colocamos um alimento na boca, as células sensoriais da boca (em grande concentração na língua), enviam sinais ao cérebro, que é capaz de reconhecer e registrar esses sabores para sempre. Porém é necessário repetir a experimentação várias vezes (quando houver mais dificuldade, de 8 a 10 vezes), para que o reconhecimento seja cada vez mais fácil.
Essa repetição de experimentação pode ser feita de várias formas e sempre que houver resistência da criança ou alguma dificuldade, deve-se buscar auxilio profissional e não aceitar a ideia de que a criança não gosta e deixar de estimular a alimentação variada e saudável. Ou pior, além de deixar a criança comer só o que aceita (gosta), ainda deixar que a criança consuma alimentos industrializados ricos em açúcar, sal, gorduras hidrogenadas e químicos, muito cedo. Porque esse padrão alimentar além de não oferecer os nutrientes que a criança necessita, ainda modulam o paladar para esses ingredientes, dificultando o reconhecimento dos sabores naturais.
Esse tema é muito amplo e voltarei outras vezes, em próximos posts nesse assunto, mas para finalizar, gosto de utilizar a metáfora de que: – Não temos como gostar de alguém não conhecemos. A mesma situação acontece com os alimentos! Precisamos dar oportunidade às crianças de conhecer os alimentos, de criar intimidade com eles… com diferentes texturas, cheiros e sabores. E isso se faz, deixando a criança manipular (brincar), cheirar, lamber, lambuzar, comer!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: